Nesta semana o Fórum da Comarca de Lages retomou os juris populares e na primeira sessão de terça-feira, o julgamento do crime da Boate Serraria, que abalou a cidade

Na sessão de terça-feira (6), o réu foi considerado culpado pelos jurados e condenado a 12 anos de reclusão pelo crime de homicídio duplamente qualificado. Ele está preso desde junho de 2019, e deverá cumprir a pena em regime inicial fechado. O juiz Geraldo Corrêa Bastos negou o direito de recorrer da decisão em liberdade.

O crime

A morte do rapaz ocorreu no mesmo dia em que completou 26 anos de idade, em 8 de junho, numa das principais avenidas de Lages, a Luiz de Camões. A vítima e o acusado brigaram por conta da demora na entrega de um lanche enquanto aguardavam na fila.

Depois de sair do local, na mesma via, o jovem foi surpreendido por um grupo de seis pessoas com chutes e socos. O réu esfaqueou a vítima na região do tórax e atingiu o coração, o que foi a causa da morte. O fato teve grande repercussão na cidade e região.

Outras pessoas

Dois dias depois, o homem confessou o crime e preso. As outras pessoas envolvidas foram impronunciadas, ou seja, juiz concluiu que não há provas da materialidade do fato. A participação de duas menores será julgada na vara da Infância e Juventude.

O crime foi qualificado pelo motivo fútil e surpresa. (Autos número 0005544-42.2019.8.24.0039)

Fonte: Imprensa TJ/Forum Lages

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here