São 51 países participantes, 27 mil engajamentos, 60 conferências magistrais e 2 mil trabalhos inscritos no congresso. A Unifacvest sedia o III COVAITE em parceria com a UTN.LR da Argentina e o ITFIP da Colômbia

O segundo dia de palestras do III Covaite na manhã de terça-feira, 10/11, com a participação do Dr. Debabrata Samanta, da CHRIST Deemed to be University, da Índia. Com o tema “A digital pedagogy: digitally enhenced education and technology”, o pesquisador apresentou um histórico da educação tradicional até as necessidades de mudanças que foram aceleradas pelo advento da pandemia.

Realidade Virtual

O uso da realidade virtual como recurso didático também foi assunto abordado em mesa redonda, durante a quarta sessão do congresso. Para o Dr. Eduardo Menjívar Valencia, que atua como diretor de educação da Universidade Don Bosco (UDB), de El Salvador, está acontecendo uma série de transformações digitais ao longo deste ano.

Blended Learning

O terceiro debate da manhã foi realizado a partir de estudos do Dr. João Augusto Mattar Neto. Com o título “Novos paradigmas, novas teorias: do ensino remoto emergencial ao blended learning”, o estudioso iniciou compartilhando a sua visão sobre o atual processo de transição da Educação a Distância (EAD) para o ensino remoto emergencial e para o blended learning.

Já no período da tarde, os trabalhos tiveram início com o debate sobre a qualidade de vida dos professores catarinenses durante o período de isolamento social.

As congressistas Dra. Simone Regina Dias, Dra. Maria Tais Melo e Dra. Arceloni Volpato apresentaram os resultados de uma pesquisa realizada com os professores vinculados ao Sindicato dos Professores de Santa Catarina. O objetivo da pesquisa é compreender os dados relacionados a pandemia e que interferem na vida dos docentes.

Fonte: Unifacvest Press

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here