Serra Catarinense na classificação Vermelha na Matriz de Risco e região terá de seguir medidas restritivas do Governo do Estado

Medidas restritivas

O Município adotará as medidas restritivas previstas no regramento do Governo do Estado de Santa Catarina, além de intensificar a fiscalização, inclusive com uso de drones.

Taxa Ocupação de leitos

Conforme o secretário da Saúde, Claiton Camargo de Souza outro indicador que preocupa é a taxa de ocupação de leitos de enfermaria e UTI destinados à pacientes positivados e suspeitos do novo Coronavírus.

“Nesse momento que chegamos a 100% de ocupação dos leitos UTI Covid e 82% de ocupação dos leitos de enfermaria Covid”, destaca. “De segunda-feira para cá foram ampliados mais dois leitos de UTI Covid no Hospital Tereza Ramos e nossa expectativa é que até o final desta semana, mais quatro leitos de UTI Covid sejam abertos aqui na cidade”, acrescenta.

Em agosto

A última vez que a Serra Catarinense foi enquadrada na classificação na cor Vermelha (Risco Gravíssimo), foi no mês de agosto. A partir dessa nova classificação regional, algumas medidas restritivas passam a ser adotadas em âmbito municipal, conforme prevê o Governo do Estado de Santa Catarina.

Novo decreto

Um novo decreto municipal, com medidas de fortalecimento da fiscalização poderá ser divulgado ainda nesta quinta-feira (26).

Fiscalização rigorosa

Em paralelo a essas ações, o Município tem intensificado a fiscalização no sentido de coibir as condutas que aumentam os riscos de transmissão da Covid-19. A fiscalização será intensificada com uso de drones durante o final de semana, nos locais de aglomeração, como o Salto Caveiras, por exemplo, numa parceria com a Policia Militar, Corpo de Bombeiros e voluntários locais que vão operar os equipamentos.

Fonte: Saúde Lages

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here