A produção de cinema em Lages tem inegável relevância no cenário estadual. Prova disso é a expressiva safra de cineastas e criadores da cidade, selecionados na edição 2020 do Prêmio Catarinense de Cinema

O Prêmio organizado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), fomenta a criação de obras audiovisuais em todas as regiões de Santa Catarina. Os indicadores de crescimento se mostram muito positivos: na serra em 2019, foram três projetos inscritos e apenas um contemplado, já em 2020, tivemos um salto para doze inscritos e cinco contemplados.

Entre os vencedores estão destaques em ascensão como Julian Marques, Lucas Reichert e Tiago Fernandes, sócios do Canal Maré, o maior canal de comunicação jovem e entretenimento da Serra Catarinense.

Armin Reichert e Doty Luz, nomes conhecidos do cenário audiovisual lageano também estão entre os premiados, assim como dois estreantes na máquina do cinema local, mas experientes na produção artística da cidade, Bruno Machado e Jana de Liz.

Muito dessa nova safra de cineastas se dá pelo surgimento do Coletivo do Audiovisual Lageano, congregando em si, inúmeros produtores artísticos locais em um objetivo comum: tornar Lages um pólo estadual nessa área. Assim como os apoios tanto da Fundação Cultural de Lages quanto da Fundação Catarinense de Cultura no fomento a essa força artística.

 

 

Fonte: Canal Maré

Texto: Tiago Fernandes

Fotos: Lucas Reichert

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here