O Ministério Público de Santa Catarina apresentou ação penal à Justiça contra empresários e agentes públicos envolvidos na Operação Oxigênio (respiradores)

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) ingressou na Justiça com uma ação penal para punir 14 pessoas – empresários e agentes públicos –  por uma série de crimes praticados na venda de 200 respiradores pulmonares não entregues ao Estado de Santa Catarina, o que lesou os cofres públicos em R$ 33 milhões. A denúncia foi protocolada na Vara Criminal da Região Metropolitana de Florianópolis na tarde desta quarta-feira (25/8).

Organização criminosa

Os empresários denunciados vão responder por organização criminosa, estelionato, falsificação de documento particular, falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro. Um ex servidor responderá por estelionato e obstrução da investigação.

Servidora

Uma servidora responderá por peculato culposo, uso de documento falso e obstrução da justiça. E os demais servidores responderão por peculato culposo, por terem sido supostamente negligentes.

 

Fonte: Comunicação Social do MPSC

VEJA A MATERIA COMPLETA EM:

https://www.mpsc.mp.br/noticias/operacao-o2-mpsc-apresenta-acao-penal-a-justica-contra-empresarios-e-agentes-publicos-

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here