Levantamento da ANP revela que a diferença do preço médio do litro do combustível entre cidades catarinenses chega a 40 centavos. Lages fica na média 

As filas nas rodovias federais e estaduais de Santa Catarina mostram na prática o que todo mundo sabe: o final de ano é a época em que muita gente pega a estrada e, nessa hora, economizar na gasolina é uma boa opção para que a viagem não pese muito no bolso.

Nesse sentido, um levantamento publicado pela ANP (Agência Nacional de Petróleo) pode ajudar. A pesquisa revela o preço médio da gasolina em diversas cidades catarinenses, o que pode auxiliar o motorista a definir a parada mais certeira pelo Estado para abastecer com economia.

Lages está no meio

O relatório mostra que, atualmente, abastecer no Sul de Santa Catarina tem saído mais barato para o bolso: Araranguá tem o menor preço médio da gasolina, R$ 6,288, seguida por Criciúma, Tubarão e Laguna, enquanto Lages tem o preço médio de R$ 6,552, ou seja, no meio entre as mais baratas e as mais caras.

Já as cidades da Grande Florianópolis são as que registram o maior preço médio da gasolina no Estado: São José tem o combustível mais caro, que chega a R$ 6,692, seguida de perto por Palhoça, Biguaçu e Florianópolis.

De acordo com empresário Airton Sirtoli, da rede de Postos Guarujá, ouvido pelo Blog, o principal motivo do preço menor no litoral catarinense acontece pelo alto consumo ou a alta rotatividade nos postos, diferente do que acontece na Serra Catarinense, onde o número de veículos é menor e a circulação não tem sequer termo de comparação com o movimento do Litoral Catarinense, principalmente agora na temporada de verão.

A pesquisa foi feita entre os dias 19 e 25 de dezembro e considera o preço praticado por alguns dos postos de combustíveis de cada cidade.


Fonte: NDMais
#BarãoOnline

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here