De que adianta ligar para a rádio reclamando dos políticos de Brasília, se na hora de trocar o sofá de casa para recebe-los e pedir emprego, faz o descarte da forma mais absurda, simplesmente colocando em praça pública.

Exemplo disso está lá na Praça da Fraternidade, onde o repórter Jotta Damasceno encontrou uma “fina poltrona” jogada, como se a praça fosse um depósito de lixo. Ou pior, como se o aterro sanitário fosse o local para jogar fora o que não presta mais dentro de casa.

 

Vergonhoso…

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here