Portal do Barao | Notícias da Serra Catarinense

Portal do Barao. Notícias da Serra Catarinense

segunda-feira

2

março 2015

0

COMENTÁRIOS

Seis anos, quatro secretários e muro de escola continua caído

Postado por , Postado em Sem categoria

Tem bem uns seis anos que o muro da Escola Estadual Melvin Jones, que por sinal fica em cima do barranco, despencou por conta de uma chuva forte. Durante esse tempo passaram pela SDR nada menos que quatro secretários, como Oswaldo Uncini, Jurandir Agostini, Gabriel Ribeiro e João Alberto Duarte.

muro da EEB Melvin Jones (1)

Em que pese a promessa de todos eles, nenhum foi capaz de resolver um problema simples, de construção de um muro. Talvez pela necessidade de contratação de um escritório de engenharia especializado, assim como foi necessário para a ponte Hercílio Luz, que precisou a presença do governador nos EUA.

muro da EEB Melvin Jones (2)

O problema se agravou na última semana, com mais um pedaço de muro despencado, obstruindo totalmente a calçada, fazendo com que alunos e moradores dividam o asfalto com os veículos.

muro da EEB Melvin Jones (3)

Será que o governo do Estado e a Secretaria Estadual de Educação não tem capacidade para resolver uma questão tão simples assim?

domingo

1

março 2015

0

COMENTÁRIOS

domingo

1

março 2015

1

COMENTÁRIOS

Inter perde em Palhoça e fica fora do G6

Postado por , Postado em Sem categoria

Com mais torcedores colorados, o Leão Baio desceu a Serra e invadiu o Estádio Renato Silveira, do Guarani de Palhoça, na tarde de domingo. Desceu, mas parece que deixou o futebol em Lages, pois fez um jogo para esquecer.

guarani x inter (2)

Apagado

O primeiro tempo, por exemplo, foi de amargar de assistir, dizia o comentarista da Guri, Kiko Ranzolin. – parecia jogo de casados e solteiros, ironizou. E terminou o primeiro tempo com placar apagado, ou seja, 0 x 0.

guarani x inter (1)

Gols

Começou o segundo tempo e o Inter continuou jogando mal, e o resultado logo apareceu quando logo aos 6°, Vitinho pegou a sobra da zaga do Inter e chutou para balançar as redes de Fernando Henrique, fazendo Guarani 1 x 0 Inter. E para completar, aos 48° Vanderson aumentou fazendo placar final de 2 x 0, deixando o Inter novamente com saldo negativo de 5 gols.

estadio (1)

Tudo ou nada

Com a derrota em Palhoça o Inter ficou fora do G6 e fica tudo para ser decidido na última rodada, nesta quarta-feira (04), contra o Avaí, no Estádio Municipal Vidal Ramos Junior.

estadio (2)

Fotos: Reginaldo Haine

sábado

28

fevereiro 2015

13

COMENTÁRIOS

sábado

28

fevereiro 2015

3

COMENTÁRIOS

Rodovias BR 282 e 116 interditadas por 2 horas neste sábado

Postado por , Postado em Sem categoria

Numa tarde de sábado (28/02), bastante ensolarada, os caminhoneiros receberam o apoio total da população lageana, que em grande número de veículos se deslocou para a Cidade Alta, para se juntar ao protesto.

protesto sabado (12)

A mobilização contou com a segurança da PRF, que observou atentamente e não interviu,  já que tudo foi feito de forma pacífica e ordeira, dentro da mais absoluta normalidade.

protesto sabado (2)

A interdição do trevo das rodovias BR 282 e 116 durou por cerca de duas horas. Quando foi por volta de 16h, após a execução do hino nacional e gritos de “Fora Dilma”, o trevo foi liberado pelos manifestantes.

Nova interdição

Neste domingo (1º) a partir das 14h, os caminhoneiros estarão realizando duas interdições. Uma delas no trevo do Acesso Sul próximo a Lactoplasa e o outro no trevo do Acesso Norte, próximo a Vossko do Brasil.

 

Fotos: Marcelo Oliveira

sábado

28

fevereiro 2015

3

COMENTÁRIOS

PM invade Kalávia, leva o som e acaba com a festa

Postado por , Postado em Sem categoria

A noite lageana vai de mal a pior. A vida noturna, que outrora já foi uma das atrações da cidade, virou pesadelo, não apenas para quem está afim de uma balada, mas principalmente para os proprietários dos estabelecimentos.

PM na kalavia

A mais recente vítima foi a Kalávia, que promovia uma festa, mas que segundo relato de pessoas que estavam presentes, a força policial no estabelecimento de metralhadora em punho, mandou todo mundo para a parede e foi fazer a medição do som.

Não bastasse o constrangimento, o mais grave foi colocar o decibelímetro na frente da caixa de som. Com isso marcou 62,4 decibéis. Existe um TAC assinado no Ministério Público que estabelece 55 decibeis (lá fora).

ocorrencia kalavia

A força policial chamou um vizinho do local, E.H. 49 anos, que representou e testemunhou os fatos. Enquanto isso foi foram apreendidos um scanner marca Master2 e uma fonte de alimentação.

E acabou a festa…

sábado

28

fevereiro 2015

2

COMENTÁRIOS

Denúncia contra diretor da Secretaria de Segurança e Patrimônio era revanchismo político

Postado por , Postado em Sem categoria

Um vigia fez uma denúncia;

Um colega seu escreveu uma carta, e

O ex-coodenador dos vigias da Secretaria de Segurança e Patrimônio levou a carta ao Ministério Público.

Ocorre que após investigação do Gaeco, chegou-se a conclusão que era puro revanchismo político, vil e deslavado, típico daqueles que jogam a pessoa acusada no fundo do poço, manchando a honra e a dignidade, e fica tudo por isso mesmo. E o pior ainda são comentários maledicentes e venenosos, de pessoas que não tem um pingo de honra e dignidade.

ORIGEM

Esse fato, em 07 de maio de 2014 ensejou uma investigação da 5ª Promotoria e, posteriormente, do GAECO, que foram até a Secretaria e recolheram computadores e documentos.

denuncia oberziner

Essa investigação deu margem aos mais absurdos comentários, típicos de quem não tem conhecimento, e em sua maioria, de caráter politiqueiro e revanchista, já que a denúncia do vigia em questão era de que o “chefe Oberziner” lançava horas extras a mais e cobrava comissão.

PEDIDO DE ARQUIVAMENTO

Trecho do pedido de arquivamento feito pela 5a Promotoria de Justiça da Comarca de Lages:

- Como se vê do coletado nos autos, há a indicar a existência de crimes sob investigação, apenas a versão do vigia que teria sido supostamente coagido a repassar valores inseridos em sua folha de pagamento de forma ilícita. E em lado oposto, porém encontra-se inúmeros depoimentos e a própria prova pericial e documental a infirmirem as increpações iniciais.

- Diante do exposto, em vista da ausência de indícios suficientes da existência de delito, o Ministério Público estadual requer o ARQUIVAMENTO do presente procedimento de Investigação Criminal…

Lages, 08 de setembro de 2014

Jean Pierre Campos

Promotor de Justiça

JUSTIÇA DETERMINA ARQUIVAMENTO

arquivamento processo oberziner

Autos n° 0906523-52.2014.8.24.0039

Autor: Ministério Público do Estado de Santa Catarina

Réu: Paulo Roberto Oberziner e outro

R.h.

Acolho o parecer ministerial de los. 1/6.

Tomadas as cautelas legas, arquive-se.

Lages (SC), 10 de dezembro de 2014

Geraldo Corrêa Bastos

Juiz de Direito

sábado

28

fevereiro 2015

11

COMENTÁRIOS

Leitor contesta reivindicação dos professores

Postado por , Postado em Sem categoria

Todo ano é essa ladainha, professores em greve e blá…blá…blá… Não entendo como reclamam tanto do salário, pois sei que existem professores que vem de suas casas com carrões de dar inveja, que ficam estacionados em frente das escolas, enquanto muitos brasileiros com um mísero salário conseguem sobreviver ou aqueles que estão desempregados gostariam de ter um salário igual deles.

Ganância e egoísmo não é só os políticos que tem, mas brasileiros comuns tem isso e os professores e médicos são provas disto.

Richard Nixon/macarrao.songs@hotmail.com

sexta-feira

27

fevereiro 2015

3

COMENTÁRIOS

sexta-feira

27

fevereiro 2015

5

COMENTÁRIOS

Quem acusou desvio de 3,5 milhões vai ter de provar, diz advogado de Elizeu

Postado por , Postado em Sem categoria

Palavras do advogado Ruy Espindola, que estava acompanhado do advogado Rodrigo Valgas, do Escritório de Advocacia Espindola  & Valgas, além do advogado Luiz Carlos Ribeiro, que defende Elizeu Matos no processo de cassação da Câmara de Vereadores.

coletiva advogados3

A coletiva foi feita no escritório do PMDB, na tarde de sexta-feira, e além da imprensa estavam presentes os vereadores Thiago Oliveira e Vone Scheuermann, como também a presidente do PMDB Mulher professora Iara Balbina. Que estranho apenas dois vereadores e nem mesmo o presidente do PMDB se fez presente…

coletiva advogados4

Palavras de Ruy Espíndola:

A prisão por 84 dias foi uma situação inédita em muitos tribunais brasileiros, e única em Santa Catarina de um prefeito ficar tanto tempo na cadeia. Como não houve nenhum prejuízo aos cofres públicos, pois os R$ 165 mil vieram da Viaplan e foram entregues para uma pessoa.

coletiva advogados1

3,5 milhões

Pegou-se o valor de R$ 165 mil e fez-se uma conta imaginária pelos investigadores chegando-se ao valor de 3,5 milhões. (foi multiplicado 20 meses de mandato por 165 mil). Só tem um porém, pois foi feito sob tortura psicológica. Pegou-se um pai e um filho e colocou-se na cadeia e em desespero a pessoa diz qualquer coisa.

coletiva advogados5

Auxiliares

Delação não é prova e a acusação vai ter de provar, mais que os delatores passam a atuar como auxiliares da acusação. Agora as provas terão de ser apresentadas durante a instrução do processo. Portanto, a investigação trabalhou  com elementos indiciatórios, sem provas.

coletiva ruy espindola (1)

Festa do Pinhão

Eram tão fracos os elementos indiciatórios que a investigação lançou mão de um subterfúgio, fazendo alusão a uma declaração infeliz, mas que não tinha cada, nada a ver com a investigação de desvio de recursos.

coletiva advogados2

Provas

Aliás, não houve desvio de um único centavo de dinheiro público, o que se tem até o presente momento são os R$ 165 mil entregues pelos empresários de uma empresa particular para um servidor.

Escuta telefônica

Foram 8 meses de escuta telefônica onde não se extraiu uma única prova de acusação contra Elizeu. Só tem a delação, que aliás mudou o curso da investigação. É  tanto que no dia 30 de outubro de 2014 não havia nada no material enviado ao TJ e o desembargador havia despachado para voltar à origem.

10 dias

Veio então a delação, que não tem o princípio básico do contraditório. Não tem provas. Nosso trabalho agora nesses 10 dias é enumerar as razões da desvalidação das acusações.

Retorno ao cargo

Entramos com agravo de instrumento no Superior Tribunal de Justiça (STJ), pedindo a sua imediata soltura. Como isso já aconteceu, aguarda-se a decisão colegiada do seu retorno ao cargo, que pode, talvez, ser em março.

coletiva advogados6

Fotos: Zé Rabelo