Advogado levado para o presídio por integrar facção criminosa

0
1557

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal – DIC Lages, desencadeou, nesta terça-feira (08), a segunda fase da Operação Gravata, e efetuou, a prisão de um advogado investigado por integrar uma organização criminosa que atua no Estado de Santa Catarina

A Operação Gravata é decorrente de uma série de investigações conduzidas pela Polícia Civil que, por meio da DIC de Lages, identificou integrantes desta organização criminosa que atuam como braço jurídico da facção criminosa.

As investigações apontaram que o investigado, além de atuar na defesa de integrantes da organização criminosa, também tinha atribuições de manter os membros da facção informados acerca do andamento de processos de outros presos, identificar desafetos e testemunhas que poderiam prejudicar os interesses do grupo criminoso, e manipular provas, criando situações para que policiais, civis, militares e penais que atuavam nos casos fossem acusados e respondessem a processos administrativos nas corregedorias.

Os dados de uma vítima circulou, por meio de uma foto feita pelo investigado, em grupos de integrantes da organização criminosa após prestar depoimento que resultou na prisão de alguns deles e na apreensão de grande quantidade de drogas e explosivos. A divulgação dos dados resultou em seu “decreto” de morte pela facção.
A fase dois da Operação foi concluída e 16 integrantes identificados, dentre eles, o advogado, sendo oferecida denúncia pelo Ministério Público e decretada sua prisão pelo Poder Judiciário.

Após a prisão, que contou com o acompanhamento de um representante da OAB local, o investigado foi levado até a DIC de Lages. Depois de formalizados os procedimentos legais, encaminhado para a Presídio Masculino de Lages, onde ficará à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: Delegacia Regional Polícia Civil Lages

Foto: Notícias Online/Daniel Silveira

#BarãoOnline

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui