Reconhecimento de Lages pelos 25 Anos da Unifacvest

0
517

Sessão solene da Câmara Municipal de Lages foi realizada na noite de sexta-feira (10) em homenagem aos 25 anos do Centro Universitário Unifacvest e a outorga do título de Cidadão Lageano ao Reitor Prof. Dr. Geovani Broering

Com o Teatro da instituição completamente lotado em seus 600 lugares e a mesa composta pelos convidados e presidida pelo vereador proponente, Dr Heron Anderson de Souza, além das presenças dos vereadores Suzana Duarte, Katsumi Yamaguchi, Gerson dos Santos, Jair Junior, Eder Santos, José Osni de Oliveira e Agnelo Miranda, bem como os pró-reitores Renato Rodrigues e Ricardo Leone Martins, foi o momento de receber os homenageados, o casal Soraya Lemos Erpen Broering e Geovani Broering. Também na Mesa, o representante da OAB e a Procuradora Geral do Município, representando o prefeito Antonio Ceron. A deputada federal Carmen Zanotto gravou Audiovisual com sua homenagem. Nenhum deputado estadual se fez presente.

Os trabalhos iniciaram com a exibição de audiovisuais, um sobre os 25 anos da universidade, que hoje é a 8a. do país em número de alunos, a 1a. das universidades privadas e conceito máximo no MEC, e o segundo sobre a trajetória vitoriosa do homenageado.

Cidadão Lageano desde 1988

O Título de Cidadão Lageano, que foi aprovado na Câmara em 1988 e somente entregue nessa noite, além da bandeira do Município, foi recebido pelo Reitor Geovani Broering, acompanhado da esposa Soraya, das mãos do vereador Dr Heron.

Homenagens

Momentos emocionantes foram protagonizados através dos discursos, inicialmente pelo Pró-reitor de Pesquisa e Extensão professor Renato Rodrigues, seguindo-se os pronunciamentos do Pró-reitor Acadêmico Professor Ricardo Leone Martins e da Pró-reitora de Finanças, Soraya Lemos Erpen Broering. Na sequência, o discurso da Procuradora do Município, Larissa Wojcik.

 

E para encerrar, o pronunciamento do homenageado, Professor Geovani Broering, que num discurso emocionado, relembrou a trajetória a universidade e seu papel social, capaz de transformar a realidade, como aconteceu com o IDH não apenas de Lages, como também de um município serrano, que era o último dos 295 de Santa Catarina e hoje está entre os melhores. Contou ainda a história de um jovem, morador do Morro Grande, cuja mãe era diarista e o pai catador de resíduos, para sustentarem a família. “Pois o jovem entrou na Universidade, se formou em Radiologia, e hoje tem um bom emprego, cuja renda proporcionou significativa melhoria nas condições de vida da família”, destacou, apontando o que uma universidade pode representar para uma cidade, “e a Unifacvest desempenha tudo isso”, concluiu emocionado. E foi aplaudido de pé!

Fotos: Bruno Heiderscheidt de Oliveira e Milton Barão
#BarãoOnline

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui