Festa do Pinhão deve movimentar mais de R$ 40 milhões

0
570

CDL aponta possível crescimento de 5% em vendas durante a Festa Nacional do Pinhão deste ano

Desde a primeira edição, em 1989, a Festa do Pinhão se tornou um dos eventos mais aguardados do calendário cultural de Santa Catarina e Sul do Brasil. Lages, na região serrana, é o palco dessa celebração que combina tradição, gastronomia e entretenimento. Além de enaltecer a cultura da Serra, a festa desempenha um papel fundamental no aquecimento da economia da região, especialmente no setor hoteleiro, gastronômico e nos diversos tipos de comércios da cidade.

Hotéis

Por ser um evento tradicional na cidade, a Festa do Pinhão tem um impacto significativo na economia local e serrana. Com a chegada de um maior número de turistas, os setores de comércio e serviços são impulsionados. O setor hoteleiro também registra uma ocupação mais alta durante o período do evento, o que estimula o crescimento econômico da região, de acordo com o presidente da CDL, Zulmiro Klann.

5% nas vendas

Segundo dados da entidade, o comércio local deve ter um aumento de cerca de 5% nas vendas. O que representa cinco por cento a mais em relação ao ano passado e pode ultrapassar os R$40 milhões na movimentação financeira das lojas, hotéis, postos de combustíveis e restaurantes.

Comércio

Durante a Festa Nacional do Pinhão, tanto os turistas como os moradores de Lages buscam o comércio local, especialmente as lojas de calçados e vestuário, para adquirir artigos mais quentes, bonitos e modernos numa preparação para as noites de shows no parque Conta Dinheiro.

150 mil visitantes

Um levantamento da Secretaria de Turismo de Lages, aponta que a última edição da Festa Nacional do Pinhão, realizada em 2023, atraiu cerca de 150 mil visitantes durante os nove dias de evento.

Ocupação 100% nos hotéis

Com base nessas informações, o setor hoteleiro é um dos que mais respondem pelo aquecimento do setor econômico na região serrana de Santa Catarina. A taxa de ocupação no momento está em 85% da nos hotéis de Lages. Há empreendimentos com lotação máxima. O Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Lages Nilson Cruz destaca que a tendência é que as vagas em hotéis se esgotem neste período. “Isto demonstra a importância econômica do evento para a Serra Catarinense”, pontua.

 

 

Fonte: Festa Nacional do Pinhão/Catarinas/Taina Borges

#BarãonaFesta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui